O que é um bullet journal e como montar um

Como você costuma organizar sua rotina? Você usa agenda, cola vários post-its pela casa ou confia na memória para lembrar de todas as atividades?

 

Você já ouviu falar em bullet journal?

Talvez você nunca tenha ouvido falar, mas já usou algumas das regrinhas desse método de organização e planejamento, tanto para vida pessoal quanto profissional.

 

O método busca “rastrear o passado, organizar o presente e se preparar para o futuro”, segundo seu criador, o designer americano Ryder Carrol. Essa forma de organização tem como função reunir em um só lugar todos os aspectos ligados ao dia-a-dia: os famosos post-its usados como lembretes de tarefas, os planos de uma próxima viagem que são anotados num caderno, as tarefas diárias e os compromissos futuros que ficam no calendário. Ou seja, o objetivo é centralizar tudo em um único local: no bullet journal. 

 

Ryder Carroll percebeu que, assim como ele, outros profissionais que lidavam com tecnologia estavam cada vez mais voltando a usar papel para montar seus planejamentos e registrar ideias e coisas a fazer. Com isso, ele foi desenvolvendo um método pessoal que, quando considerou estável, publicou chamando de bullet journal. Você pode conferir tudo no site dele (em inglês): www.bulletjournal.com

Mas o que é de fato o bullet journal?

É um caderno que você usa para fazer  rapid logging, ou seja, anotar rapidamente as suas tarefas do dia. A ideia é tornar sua lista de afazeres algo prático e fácil. As tarefas são colocadas de maneira  clara e objetiva. Isso porque quanto mais detalhes você coloca, mais parece ser uma obrigação e você logo desanima. Com um bullet jornal, você tem uma forma rápida e organizada de anotar tudo o que precisa fazer e tem ainda um sistema que te ajuda a manter a sua agenda em ordem.

 

Mas não pense que é apenas um caderno em que você anota suas atividades, compromissos e objetivos. Ele tem algumas regrinhas.

 

Reprodução: Vestiblr

Como montar seu bullet journal

Toda página do caderno deve ter um título na parte superior – por exemplo, 10 de agosto de 2017 -,  e um número indicando que página é aquela (página 1, 2, 3, 20, 40, etc) no canto inferior. Isso serve para que você identifique de forma rápida o que você precisa olhar naquele momento (se é um dia específico ou uma página X que tem um conteúdo Y).

Bullets

Além disso, você tem os bullets, que são os símbolos usados para identificar cada uma das anotações que você vai fazer no caderno.  O criador da técnica, Ryder Carroll, tem um sistema universal:

 

  • Uma bolinha (‘•’): é uma tarefa. Serve para qualquer coisa que você tenha que fazer, como ‘buscar roupas na lavanderia’, ‘terminar a matéria sobre beleza’, ‘ir ao mercado’
  • Um ‘X’: significa que aquela tarefa foi finalizada.
  • Um sinal de maior que (‘>’): significa que a tarefa migrou para outra data
  • Um sinal de menor que (‘<’): significa que aquela tarefa ganhou um dia e horário novos
  • Um círculo (‘○’): indica um evento. Algo como ‘festa da Karol’, ‘entregar projeto final.
  • Um traço (‘-’): sinaliza uma nota. São ideias, pensamentos observações. Não pode ser um evento ou uma tarefa.

 

Esses são os símbolos básicos de identificação de um bullet jornal. Se uma tarefa ou evento for uma prioridade, você pode usar um asterisco (‘*’) junto, se for uma inspiração você pode usar um ponto de exclamação (‘!’) e se for algo que você precisa pesquisar sobre ou saber mais a respeito, pode usar um ponto de interrogação (‘?’) e assim vai. Isso fica a seu critério. Esses símbolos secundários te ajudam a definir a ordem de importância de alguma coisa.

 

Você pode fazer uma legenda para ficar mais fácil. Quando esquecer o que significa um dos símbolos, é só recorrer à legenda.

Reprodução: Ashley Studies 

Módulos

Para ficar ainda mais organizado, um bullet jornal é divido em módulos:

 

  • Index: Cada página tem que ter um número e isso serve para você montar um índice do seu caderno. Quando quiser procurar um mês, por exemplo, você pode olhar no índice em que página esse mês está. Esse index, fica logo nas primeiras páginas do caderno.

 

  • Future Log: nessa parte, você separa algumas linhas para escrever datas importantes, feriados, eventos que já estão marcados com muita antecedência de cada mês. Você pode anotar o feriado de 07 de setembro, 12 outubro ou o aniversário de alguém.

 

  • Monthly Log: assim como o future log, ele é uma página que você usa para anotar todas as datas de um mês e eventos ou coisas importantes que vão acontecer nele. O sistema de anotação é assim: em uma coluna, você coloca a inicial do dia da semana (S – segunda, T – terça, etc) e na outra os dias do mês. Exemplo:

 

NOVEMBRO

T 17 – Aniversário da Ju
Q 18 –
Q 19 – Pagar a conta de celular
S 20 – Jantar com os meus pais

 

  • Daily Log: é onde você anota as tarefas que você tem para fazer naquele dia específico, como eu mostrei ali em cima. Uma dica importante é não planejá-los muito antes (como planejar o dia 1º de setembro, se você ainda está no começo de agosto). Você não sabe o que vai aparecer ao longo do dia para fazer, o ideal é pensar cada dia na noite anterior.

 

Lembra dos sinais de ‘<’ e ‘>’? Então, eles são usados para um sistema chamado de ‘Migração’. Isso quer dizer que, quando você usou um deles para qualquer tarefa, você tem que, imediatamente fazer uma dessas coisas:

  1. Colocar a tarefa no ‘Future Log’ de acordo
  2. Colocar a tarefa no Monthly Log do mês, se ela ainda for válida para o mês de vigência.

 

Inicialmente, parece complicado e cheio de regras e símbolos, mas na prática é simples. Com o tempo, tudo fica bem automático. Olha esse vídeo explicativo:

 

E para te inspirar ainda mais, assiste esse vídeo do Vitor Martins: 

 

Eu ainda estou tentando aplicar o bullet journal na minha vida. Nunca consegui manter uma agenda por muito tempo. Sempre tenho preguiça de anotar as coisas em cada dia. Com o bullet journal é legal que você já planeja sua semana, o mês, o ano, traça metas. Enfim, funciona como uma agenda, mas de maneira mais prática e efetiva. 

Separei aqui algumas inspirações do Pinterest:

 

 

 

Imagens (1) (2) (3)

 

 

Imagens (1) (2) (3) 

 

No Pinterest e no Google, tem milhares de imagens de bullet journal. O grande diferencial do bullet journal, em relação às agendas e planners, por exemplo, são os “símbolos” (ou bullets) que te ajudam a manter, de forma visual,  a organização da sua rotina, metas e objetivos. 

 

Como você organiza sua rotina? Usa agenda, caderno, planner, bullet journal?

Juliana Amorim

Jornalista apaixonada por blogs, Instagram e suculentas. Se casou há pouco tempo e gosta de tudo sobre decoração e DIY. Não dispensa uma boa comida e sempre se empolga para qualquer viagem, nem que seja de fim de semana.

No Comments
Leave a Comment: