Cozinha dos Sonhos: Palha Italiana

O que poderia resultar da união entre brigadeiro e biscoito? Uma deliciosa palha italiana, que além de muito gostosa é fácil demais de fazer.

Afinal, será que a palha italiana veio mesmo da Itália? Na verdade é uma versão brasileira do Salame de Chocolate, e foi criada por imigrantes que não tinham os ingredientes corretos e fizeram usando nosso delicioso brigadeiro.

O petit gâteau da Confeitaria Francesa

Uma das minhas sobremesas preferidas é o petit gâteau. Conhecido na França como mi-cuit au chocolat, gâteau au coeur coulant ou ainda, em uma versão mais seca, como moelleux au chocolat, o doce foi introduzido no Brasil pelo masterchef francês Erick Jacquin em 1996.

Stroopwafel, um biscoito holandês delicioso

Você conhece o stroopwafel? A empresa Moinho Wafers (@stroopwafelmoinho) me mandou esse doce típico holandês, um biscoito em duas partes unidas por um caramelo. Nunca comi nada igual! É realmente diferente de tudo que já experimentei.

Ele é um tipo de biscoito, que acompanha deliciosamente um café, um chá ou até mesmo um chocolate quente para quem é fã de uma refeição bem adocicada. Uma ótima opção é comer o stroopwafel com café no fim de tarde. Como eu não bebo café, gostei dele puro.

Tem Pudim em casa

Pudim é a clássica sobremesa das famílias brasileiras. Tem gostinho de infância, dos domingos com os avós e dos churrascos com os amigos. A empresa Tem Pudim faz a alegria dos lares brasilienses com vários sabores do doce. Além do tradicional, eles produzem pudins de doce de leite, de chocolate, de coco, de pistache e de fava de baunilha, que experimentei. Delicioso! Tem um quê diferente por conta da fava, que são essas pintinhas pretas no doce. Muito mais saboroso do que se fosse feito só com essência de baunilha.

Cozinha dos Sonhos: Panqueca americana

Quem nunca teve vontade de comer aquelas panquecas que aparecem em filmes? As panquecas americanas são deliciosas e hiper simples de fazer. Combina com o café da manhã ou para comer a qualquer hora que a fome pedir.

Como minha mãe é nordestina, sempre conheci esse tipo de panqueca como orelha de pau. Por que orelha de pau? Não sei dizer exatamente. Eu acredito que seja porque elas se parecem com um tipo de fungo que costuma crescer sobre troncos de árvores. Não sei se é uma boa referência, então é melhor chamar de panqueca americana mesmo.

Vamos à receita?